quinta-feira, 27 de junho de 2013

O fonema da voz sussurrada

Veladas vozes vorazes
Vociferam volumes vibrantes
das vezes em que o valor
dos sentimentos reverberavam
por entre os vagos trêmulos
das vocais cordas a vibrar.
...

Vislumbrava as vertigens  de tua consciência
em sonhos revelados entre pré-vazios
copos de vinho e vodca
a verterem-se entre sobejos
e sabores pensamentos
...

O silêncio grita em mim
e escandaliza os volumes das vozes
a disputar as vezes de atenção.

...

Vendavais, ventanias interiores
ventilam os sentimentos  por vezes feridos,
vedados aos dissabores dos vórtices emocionais
de um ser valentemente covarde.
Forte apenas em verbos e vocábulos insultuosos
que vingam cicatrizes sulcadas
em tempos de vazios sentimentais.

Isaías Ehrich

Nenhum comentário:

Postar um comentário